fechar

Autor: Renata Domingos (Neuropsicóloga na Sublime Care, no Hospital CUF Sintra e na Clínica CUF S. Domingos de Rana)

Artigo publicado na Revista Visão Saúde – Edição fevereiro/março 2021

Há alterações emocionais depois do AVC?

Sim e são diferentes de pessoa para pessoa. As alterações logo após o AVC podem não ser as mesmas do que as que se observam algumas semanas depois, devido à reestruturação do cérebro após a lesão. As alterações emocionais e comportamentais são comuns após um AVC, não apenas no impacto que tem a nível psicológico, mas também nas alterações emocionais decorrentes da lesão orgânica. As que são originadas pela lesão cerebral englobam as consequências psicológicas da potencial perda de autonomia e consequente alteração de estilo de vida; as alterações originadas pela lesão cerebral irão depender das áreas do cérebro afetadas pelo AVC.

Que alterações podem existir?

O cérebro controla o nosso comportamento e as nossas emoções. Logo, como consequência da lesão cerebral, podem existir alterações repentinas e imprevisíveis nas emoções. A pessoa poderá, por exemplo, chorar quando acontece algo engraçado, e rir quando acontece algo triste, sem que tenha controlo sobre isso. Esta dificuldade em regular o humor chama-se labilidade emocional. Pode ocorrer irritabilidade excessiva, descuido com tarefas que anteriormente eram importantes, uso de palavrões quando antes não o faziam, confusão mental ou maior desinibição. As pessoas poderão agir de uma forma que não lhes é característica, por exemplo, não ter vontade de fazer nada, dizer ou fazer coisas inoportunas, ou serem muito impulsivas. A pessoa poderá experienciar maior frustração, depressão, ansiedade e sentimentos de perda. A própria pessoa pode não ter noção destas alterações emocionais.

Quais as mudanças mais comuns?

A depressão e a ansiedade são alterações bastante comuns. As alterações decorrentes da lesão orgânica irão depender da sua localização; não obstante, é frequente ocorrer raiva, apatia e a tal labilidade emocional.

Por que razão isso ocorre?

A lesão das células cerebrais – por ausência de oxigénio ou por rutura de vasos cerebrais – implica tanto alterações físicas, como alterações motoras ou da fala. De igual forma, as estruturas cerebrais que regulam as emoções e o comportamento poderão ser afetadas, levando a alterações emocionais

Essas alterações podem ser revertidas?

As alterações emocionais são muitas vezes mais intensas logo após um AVC, melhorando ao longo do tempo e à medida que o cérebro recupera. Todas as alterações podem ser trabalhadas e minimizadas com o apoio adequado a cada situação, seja através de psicoterapia ou de um plano de reabilitação cognitiva.

partilhar:
0
    0
    o seu cesto
    o seu cesto está vazioregressar à loja