fechar

Este artigo sugere formas e receitas para tirar partido dos benefícios do óleo essencial de menta piperita. Receitas para 30 situações.

Ao usar um óleo essencial pela primeira vez, verifica se a sua utilização provoca uma reação alérgica: numa colher de café, mistura uma gota do óleo que vais usar com Óleo de Amêndoas Doces, e esfrega na dobra do cotovelo. Se a pele avermelhar (em 24 horas) significa que és sensível ao produto e não deves usá-lo.

Existem muitas formas de utilizar os óleos essenciais. O óleo de menta piperita pode ser inalado por via da aromatização, através de diversos tipos de dispositivos (difusores, vaporizadores, humidificadores ou borrifadores/sprays). As gotas a colocar no difusor variam em função do seu tamanho (quadro abaixo).

Pode ser usado na água do banho, no sabão, na pasta de dentes, ou fazendo um elixir bocal, ou até um batom de cieiro. Também pode ser ingerido em água morna ou chá, inalado diretamente, ou aplicado na pele fazendo óleos de massagem, loções ou cremes.

Quando aplicados diretamente na pele ou no cabelo, os óleos essenciais geralmente têm que ser diluídos num óleo “portador” ou “vegetal”, como o azeite ou os óleos de coco, abacate, argão, rícino, jojoba ou de vitamina E.

Tamanho do difusorNº de gotas
100mL3-5
200mL6-9
300mL10-12
400mL12-15
500mL15-18

AMBIENTE / ESTADO DE ESPÍRITO

1. RELAXAR
  • DIFUSOR: ver quadro tamanho do difusor/nº de gotas
  • INALAÇÃO: inspira diretamente do frasco
  • BANHO: 4-8 gotas num banho quente ou morno. Para peles mais sensíveis, diluir o óleo numa colher (chá) de óleo vegetal.
  • ESCALDA-PÉS (também alivia dores nos pés):
    • 3-5 gotas em água quente (receita + simples)
    • Ou 6 gotas com 1 colher (chá) de álcool de cereais e 4 litros de água quente ou à temperatura ambiente
  • PELE (loção): 3-4 gotas com um pouco de óleo portador – p. ex. azeite – e esfrega nos ombros e na parte posterior do pescoço
2. ENERGIZAR

INGESTÃO: 1 gota num litro de sumo ou chá. Eficaz contra a síndrome da fadiga crónica. Energiza e melhora a concentração.

3. ESTIMULAR A CONCENTRAÇÃO
  • DIFUSOR: ver quadro tamanho do difusor/nº de gotas
  • SPRAY: 10-15 gotas numa garrafa de spray de 300ml com água. Antes de uma tarefa que envolva esforço intelectual, borrifa na camisa. O efeito é muito rápido.
  • PELE: 1 gota por baixo do nariz e 1 gota sob a língua
4. ANTI-INSETOS
  • DESINFESTAÇÃO: 3-5 gotas em bocados de algodão distribuídos pela casa, em todos os lugares por onde os insetos – formigas, aranhas, baratas, mosquitos, piolhos, etc. – possam passar. Sobretudo nos cantos, portas e janelas.
  • PELE: 2 gotas nos braços repele mosquitos durante 2h30 (*1)

DORES

5. DOR DE CABEÇA / ENXAQUECA
  • INALAÇÃO: 3-5 gotas num recipiente com água quente. Cobre a cabeça com uma toalha e inala o vapor durante 5-10 minutos, com os olhos fechados. Eficaz também contra a fadiga mental.
  • PELE: 2-3 gotas com 1 colher (chá) de um óleo portador – p. ex. azeite, jojoba ou tamanu (ótimo para a pele) – e massaja as têmporas (zona entre os olhos e as orelhas), a testa e o pescoço. Alívio rápido e refrescante.

Melhora a circulação, acalma o intestino e relaxa os músculos, curando dores de cabeça, inclusivamente crónicas. Utilizado em diversos medicamentos da indústria farmacêutica para o efeito.

6. DOR E INCHAÇO MUSCULAR
  • BANHO: 20 gotas e 2 chávenas de Sal de Epson, preferencialmente em água quente
  • PELE: 5-10 gotas com 1-2 colheres (chá) de óleo portador – p. ex. coco ou moringa (anti-inflamatório) – e massaja os músculos doloridos
  • PELE (alternativa): 15 gotas com 3 colheres (sopa) de um óleo vegetal – p. ex. amêndoa ou jojoba – e massaja os músculos

Relaxa o músculo e diminui a inflamação

7. DOR NAS ARTICULAÇÕES E ARTRITES
  • PELE: 8-10 gotas com 8-10 gotas de óleo de eucalipto e 1 a 1.5 colher (sopa) de óleo portador (p. ex. coco ou moringa). Massaja a área dorida. Bálsamo natural contra a dor – até forte – causada pela artrite.
  • PELE: 8-10 gotas com 2 colheres (sopa) de óleo de coco ou azeite. Aplica periodicamente nas articulações afetadas.

Analgésico e anestésico, diminui a inflamação e a dor nas articulações. Eficaz contra artrites reumatóides e artroses. Combina bem com óleo essencial de lavanda, no alívio das dores nas articulações.

8. DOR DE GARGANTA
  • GARGAREJO: 1-2 gotas num copo de água morna. Elimina a inflamação, destrói as bactérias e alivia a dor. Com 1⁄2 colher (chá) de sal grosso, aumenta a eficácia.

O mentol – anti-inflamatório e antibacteriano natural – é um dos principais componentes químicos do óleo de menta piperita, e o componente mais eficaz contra a inflamação da garganta, além de protegê-la de infeções

9. DOR DE DENTES

DENTE: 1 gota num bocado de algodão diretamente sobre o dente dorido

SISTEMA DIGESTIVO

10. REGULAÇÃO / REDUÇÃO DO APETITE
  • DIFUSOR: ver quadro tamanho do difusor/nº de gotas
  • INALAÇÃO: diretamente do frasco ou de um pano, antes das refeições
  • PELE: esfrega 1-2 gotas nas têmporas ou nos pulsos

O óleo ajuda a afastar a fome, promovendo a sensação de saciedade

11. DIGESTÃO & FLATULÊNCIA
  • INGESTÃO: 1 gota e uma colher (chá) de mel num copo de água morna. Mistura e bebe antes das refeições, até passar o desconforto. O chá de hortelã também ajuda.
  • PELE: 2-3 gotas com 1 colher (chá) de algum óleo portador – p. ex. azeite – e massaja o estômago

Acalma os músculos gastrointestinais e estimula a produção de bílis, o que ajuda na decomposição da gordura, facilitando a digestão. Antiflatulento natural, reduz os gases intestinais e relaxa os músculos do abdómen (e dos próprios intestinos). Elimina ainda cãibras, e reduz o inchaço.

12. ACIDEZ (AZIA) & DOR ESTOMACAL
  • INGESTÃO: 1 gota num copo de água morna, com 1⁄2 colher (chá) de vinagre de maçã e 1 colher (chá) de mel. Mistura e bebe.
  • PELE: 2-3 gotas com 1 colher (chá) de algum óleo portador – p. ex. coco – e massaja o estômago

Os problemas mais comuns da acidez são a azia e o refluxo ácido. Atenção! O óleo de MP relaxa o músculo do esfíncter – que separa o estômago do esófago – pelo que pode piorar a acidez estomacal a quem sofra de refluxo gastroesofágico. Consulta um profissional, antes de adotar este tratamento.

13. NÁUSEAS
  • DIFUSOR: ver quadro tamanho do difusor/nº de gotas
  • INALAÇÃO: diretamente do frasco, ou pondo 1 gota em cada punho. Eficaz também contra o enjoo.
  • INGESTÃO: 1 gota na água
  • PELE: 1-2 gotas com a mesma quantidade de um óleo portador – p. ex. coco ou jojoba – e esfrega atrás das orelhas

CORPO

14. QUEIMADURAS SOLARES
  • SPRAY: 20 gotas numa garrafa de spray de 100ml com água. Agita bem e borrifa bastante nas zona afetada.
  • PELE: 10 gotas com 4 colheres (sopa) de óleo de coco. Aplica na área afetada.

Refresca a pele queimada (diminuindo a dor) e – como é anti-inflamatório – reduz a vermelhidão, o inchaço e a inflamação

15. COMICHÃO, PSORÍASE E ECZEMA

PELE: 5-7 gotas com 1 colher (sopa) de óleo portador – p. ex. moringa – e aplica na área afetada. Para tratar doenças dermatológicas, como a psoríase e a eczema, adiciona 5-7 gotas de óleo essencial de sândalo.

Anti-inflamatório natural, é eficaz contra a comichão. Combina bem com óleo essencial de lavanda, no tratamento destas (3) patologias.

16. EQUILÍBRIO HORMONAL

DIFUSOR: ver quadro tamanho do difusor/nº de gotas. A mistura com outros óleos essenciais é benéfica, sobretudo de camomila, tomilho, gerânio e sálvia esclareia.

PELE: 3 gotas em meia chávena de óleo portador – p. ex. coco, amêndoas ou semente de uvas – e massaja em todo o corpo

Remédio natural contra os sintomas da síndrome do ovário policístico, uma vez que reduz o nível de testosterona, equilibrando o nível hormonal

ROSTO

17. LIMPEZA

ESFOLIANTE FACIAL:

  • Mistura BEM 5 gotas com 2 colheres (sopa) de azeite, moringa ou tamanu, e 1 colher (sopa) de sal rosa fino natural
  • Lava o rosto, aplica a mistura e massaja o rosto lentamente
  • Repete o processo 2 vezes por semana
18. ACNE

MÁSCARA DE ARGILA:

  • Num recipiente, 1 gota com 3 gotas de óleo vegetal de rosa mosqueta e 2 colheres de sopa de argila verde
  • Vai adicionando água termal de menta até formar uma mistura pastosa homogénea
  • Aplica no rosto e deixa atuar durante 30 minutos
  • Mantem a argila hidratada, humedecendo-a com água termal
  • Retira a máscara fazendo movimentos circulares para promover a renovação celular
  • Finaliza com 2 gotas de óleo vegetal de rosa mosqueta, para hidratar

PELE / ELIMINAR MANCHAS: 1 gota com 1 gota de óleo de eucalipto, e 6-8 gotas de água. Aplica a mistura diretamente nas borbulhas com algodão. Para um melhor resultado, aplica o algodão à noite e deixa-o até ao dia seguinte. Não passes o algodão nos olhos, nariz e boca.

Antimicrobiano, controla as secreções libertas através da pele, desobstrói os poros, evita a propagação do acne e proporciona um alívio curativo. No entanto, nunca o apliques diretamente sobre a pele, sempre diluído.

NARIZ E GARGANTA

19. CONSTIPAÇÃO & GRIPE
  • DIFUSOR: 5 gotas com 5 gotas de óleo essencial de eucalipto. Deixa o difusor atuar durante a noite.
  • PELE: 2-3 gotas com um óleo portador – p. ex. azeite ou coco – e massaja o peito, para aliviar a congestão
  • INALAÇÃO: inspira profundamente a partir do frasco. Desobstrói rapidamente as vias respiratórias.
  • INALAÇÃO A VAPOR: 8-10 gotas num recipiente com água a ferver. Cobre a cabeça com uma toalha e inala o vapor durante 5-10 minutos. Solta a secreção das vias respiratórias.

O mentol também é o componente mais eficaz contra a gripe e a constipação. Combate a congestão, a bronquite e a sinusite. Descongestiona, e reduz a mucosidade.

20. CONGESTÃO NASAL
  • DIFUSOR: 5 gotas com 5 gotas de óleo de eucalipto
  • HUMIDIFICADOR: 3-10 gotas para humidificadores pequenos e grandes, respetivamente. Benéfico também para os pulmões.
  • INALAÇÃO A VAPOR: 5 gotas com 5 gotas de óleo de eucalipto num recipiente com água a ferver. Cobre a cabeça com uma toalha e inala o vapor durante 5-10 minutos, ou até a mistura ficar fria.

Reduz a inflamação e o catarro nos seios nasais, abrindo as vias respiratórias. Eficaz também no alívio dos sintomas da alergia provocada pela inalação de pólen.

21. TOSSE

BÁLSAMO CONTRA TOSSE OU CONGESTÃO

INGREDIENTES:

  • 15 gotas de óleo essencial de menta piperita
  • 20 gotas de óleo essencial de eucalipto (tem como ingrediente ativo o Eucalyptol, um supressor natural da tosse)
  • 1⁄2 chávena de azeite ou óleo essencial de coco (óleos portadores)
  • 2 colheres (sopa) de pastilhas de cera de abelha

RECEITA:

  • Derrete a cera de abelha e o óleo portador numa panela de caldeira dupla
  • Adiciona os (2) óleos essenciais
  • Mexe e despeja a mistura num pote pequeno ou recipiente de vidro
  • Deixa repousar um pouco
  • Quando pronto, aplica periodicamente no peito e na planta dos pés
  • Guarda o recipiente num lugar fresco e seco

Reduz o muco, descongestiona, e diminui a tosse. A hortelã-pimenta é expetorante, pelo que também pode ser benéfica contra a asma.

BOCA

22. MAU HÁLITO & CÁRIES

PELE: 1 gota sob a língua, seguida de um copo de água

PASTA DE DENTES: coloca pasta de dentes na escova, adiciona 1-2 gotas, e escova bem os dentes

ELIXIR ORAL NATURAL:

  • 2 chávenas de água numa garrafa de vidro
  • 5-6 gotas de óleo de menta piperita
  • 5-6 gotas de óleo de melaleuca
  • Agita bem, coloca um pouco na boca, gargareja e cospe
  • Repete diariamente o processo, depois de lavar os dentes

Este elixir oral apresenta um melhor desempenho na redução das cáries do que o dos produtos químicos com clorexidina (*2). Há mais de mil anos que a menta piperita é utilizada contra o mau hálito.

23. LÁBIOS SECOS E GRETADOS

BATOM DE CIEIRO NATURAL

  • 6 colheres (chá) de pastilhas de cera de abelha (ou cera de abelha ralada)
  • 6 colheres (chá) de Manteiga de Karité
  • 6 colheres (chá) de óleo de coco
  • Coloca os 3 ingredientes acima numa panela de caldeira dupla até derreterem
  • Adiciona 20 gotas de óleo essencial de menta piperita
  • Mistura e enche recipientes ou tubos de bálsamo labial
  • Espera que arrefeça antes de usar

CABELO

24. ESTIMULAR O CRESCIMENTO CAPILAR
  • CHAMPÔ: 2-3 gotas por LITRO de champô. Normalmente os champôs têm entre 250 e 400ml, pelo que basta 1 gota. Agita antes de usar, para distribuir bem o óleo. 
  • COURO CABELUDO: 5 gotas com uma colher (sopa) de óleo essencial de coco ou emu. Aplica no cabelo, massajando-o. Deixa atuar 30 minutos, e enxagua.

Combate a caspa, e nutre o couro cabeludo, ao estimular o fluxo sanguíneo e fortalecendo os folículos capilares. Presente em diversos champôs e produtos para o cabelo. Um estudo de 2014 (*3) concluiu que “o óleo de menta piperita pode ser usado como remédio alternativo para a perda de cabelo.” Os óleos portadores também são muito importantes para o cuidado do cabelo; selam, hidratam, fortificam e nutrem o couro cabeludo.

25. CASPA

RECEITA CONTRA A CASPA E PARA A SAÚDE DO COURO CABELO:

  • Derrete 4 colheres de sopa de óleo de coco em fogo baixo
  • Adiciona 20 gotas de óleo de menta piperita, uma colher (chá) de óleo de vitamina E, 2 colheres (chá) de óleo de moringa e 10 gotas de óleo essencial de melaleuca
  • Mistura e deixa arrefecer durante 2-3 horas
  • Aplica todos os dias

Anti-inflamatório, reduz a comichão, e protege contra a caspa

26. PIOLHOS

CHAMPÔ ANTIPIOLHOS NATURAL:

  • 15 gotas de óleo de menta piperita com 2 colheres (sopa) de champô
  • 1 colher (chá) de óleo de Neem
  • Mistura tudo, agita bem, lava o cabelo com a mistura, e cobre-o com uma touca de banho durante 10 minutos
  • Depois lava de novo o cabelo, seca-o com uma toalha, e penteia-o com um pente fino

O óleo é usado em diversos remédios contra piolhos. O aroma da menta é um dos seus antídotos mais eficazes.

CRIANÇAS

27. CONGESTÃO: 1-2 gotas com 1 colher (chá) de um óleo portador – p. ex. azeite, coco, abacate ou jojoba – e massaja o peito e a planta dos pés. É uma zona menos sensível e propensa a reagir mal a óleos “quentes”, e através da qual o óleo é facilmente absorvido pela corrente sanguínea.

28. FEBRE: 2-3 gotas com 1 colher (chá) de um óleo portador – p. ex. azeite ou coco – e esfrega no pescoço e na planta dos pés para diminuir a febre

BEBÉS

29. CÓLICAS: 1-2 gotas com 1 colher (sopa) de óleo portador – p. ex. azeite, coco ou jojoba – e massaja o estômago e o peito. Depois deita o bebé. Repete o ritual todas as noites. É eficaz, e sem efeitos secundários associados a medicamentos prescritos.

Antiespasmódico, acalma os espasmos intestinais e do cólon, à medida que liberta os gases presos na região do abdómen

30. DENTIÇÃO: 1 gota com uma 1 gota de azeite ou óleo de coco. Esfrega e massaja a área da gengiva. Analgésico natural, proporciona um alívio refrescante e combate a irritabilidade.

OUTROS

  • Pulgas nos CÃES: numa garrafa de spray com água filtrada até meio, mistura 10 gotas com 10 gotas de cada um (30 gotas no total) dos óleos essenciais de eucalipto, melaleuca e citronela. Agita com suavidade e borrifa. Atenção! Os óleos essenciais podem fazer mal aos gatos; esta mistura é apenas para cães.
  • CANCRO: estudos de 2009 indicaram que o mentol inibe o crescimento do cancro da próstata (*4) e que a hortelã-pimenta apresenta efeitos protetores contra os danos no DNA induzidos por radiação e morte celular (*5). Um estudo de 2013 (*6) concluiu que o óleo de menta piperita reduz as náuseas/enjoos de pacientes com cancro – causadas pelas sessões de quimioterapia – em 70 a 80% dos casos.

CONTRAINDICAÇÕES

Pele: é um óleo quente que deve ser diluído com um óleo vegetal, sob pena de causar irritação na pele ou afetar a membrana mucosa

Ingestão:

  • Apesar de seguro em quantidades pequenas, semelhantes às que comummente existem em alimentos, pode ter efeitos colaterais em algumas pessoas, incluindo azia, vermelhidão, feridas na boca e dor de cabeça
  • Contraindicado na gravidez e na amamentação. Pode prejudicar a amamentação ao passar para o leite materno, e alterá-lo.

Organismo:

  • Alguns medicamentos prescritos e de venda livre podem interagir negativamente com o óleo
  • Pode reduzir a absorção de ferro. Se tomares um suplemento de ferro, espera 3 horas antes de usar o óleo.

A informação deste artigo tem por base estudos científicos de referência em aromaterapia. No entanto, os benefícios resultantes podem variar de pessoa para pessoa. O conteúdo deste artigo é apenas informativo, não podendo ser considerado informação médica. Em caso de dúvida, consulta um terapeuta qualificado.

(*1) Bioefficacy of Mentha piperita essential oil against dengue fever mosquito Aedes aegypti L, de Sarita Kumar, Naim Wahab, and Radhika Warikoo L (2011)

(*2) Essential oils, their therapeutic properties, and implication in dentistry: A review, de Namrata Dagli, Rushabh Dagli, Rasha Said Mahmoud, e Kusai Baroudi (2015)

(*3) Peppermint Oil Promotes Hair Growth without Toxic Signs, de Ji Young Oh, Min Ah Park, e Young Chul Kim (2014)

(*4) Menthol regulates TRPM8-independent processes in PC-3 prostate cancer cells, de Su-Hwa Kim, Joo-Hyun Nam, Eun-Jung Park, Byung-Joo Kim, Sung-Joon Kim, Insuk So, Ju-Hong Jeon (2009)

(*5) Menthol regulates TRPM8-independent processes in PC-3 prostate cancer cells, de Su-Hwa Kim, Joo-Hyun Nam, Eun-Jung Park, Byung-Joo Kim, Sung-Joon Kim, Insuk So, Ju-Hong Jeon (2009)

(*6) Antiemetic activity of volatile oil from Mentha spicata and Mentha × piperita in chemotherapy-induced nausea and vomiting, de Z. Tayarani-Najaran, E. Talasaz-Firoozi, R. Nasiri, N. Jalali, e MK Hassanzadeh (2013)

partilhar:
0
    0
    o seu cesto
    o seu cesto está vazioregressar à loja